Por Carlos Niggli;

  Comecei a andar de skate aos nove anos, e desde então esse esporte tornou-se o meu estilo de vida.

  Durante os treinos, observei que os equipamentos nacionais que eu usava, não cumpriam com a sua função básica de proteção, levando-me varias vezes a sofrer lesões no joelho, cotovelo, parte lateral superior da coxa e cóccix, causados pelos impactos nas quedas e pela falta de ergonomia dos equipamentos.

  Movido por interesse próprio, em meados de 2005, iniciei uma pesquisa a partir da minha experiência, e com profissionais do Skate da modalidade Vertical, que é a modalidade que pratico, e conclui que existiam vários equipamentos importados, que protegiam o atleta e também apresentavam ergonomia adequada, mas seus custos eram muito altos, e eram de difícil acesso.

  Além da joelheira, cotoveleira e capacete, outro equipamento de proteção importante, mas menos conhecido, é o protetor de quadril, que também era muito difícil de encontrar no mercado.

  Há alguns anos, comecei a me interessar em como resolver esses problemas dos equipamentos de proteção para skate e outros esportes radicais, e resolvi desenvolver meus próprios equipamentos, e fiz destes projetos o tema central do meu Trabalho de Conclusão do Curso de Design Industrial no Senac, faculdade onde me formei.

  E assim surgiu a Niggli Pads, com o foco na funcionalidade e qualidade, e com o objetivo de suprir as necessidades dos esportistas radicais no mercado nacional.